Educação de Infancia

Agosto, 2009


O Quadro dos Chefes no Jardim de Infância

Ago 31, 2009 Autora: Raquel Martins | Colocado em: Instrumentos de Trabalho

A Colega de São João da Pesqueira, Maria Magalhães partilhou o seu Quadro dos Chefes que utilizou o ano passado na sala de Jardim de Infância,ela mudava todos os dias de Chefe.

Está muito bem elaborado Maria, com o nome e a fotografia do Chefe, muito obrigada pela partilha. Eu costumo ter vários Chefes, o Chefe das Bolachas, dos Lápis… de forma a distribuir responsabilidades e mudo todas as semanas, é um pouco diferente mas cada um trabalha como acha mais conveniente ao grupo.

E vocês como costumam fazer?

O Placar do Tempo

Ago 30, 2009 Autora: Raquel Martins | Colocado em: A nossa sala, Instrumentos de Trabalho

Esta partilha da Margarida Constantino é uma óptima, simples e útil ideia para o início de ano lectivo.

Tanto os meninos de Jardim de Infância como de Creche podem usar este Placar do Tempo. Só necessitam de olhar para a janela e deciderem que elemento deve constar no Placar, no exemplo está o sol e os meninos estão vestidos com roupa de verão. É importante fazerem a associação da roupa com o estado do tempo. Muito obrigada Margarida! Enviem as vossas partilhas para estrelinhas@educacaodeinfancia.com ou para o nosso fórum de Educação de Infância www.educacaodeinfancia.com/forum

O Painel das Presenças no Jardim de Infância

Ago 29, 2009 Autora: Raquel Martins | Colocado em: A nossa sala, Instrumentos de Trabalho

As crianças que estão no Jardim têm uma fotografia na flor, os que estão em casa, têm uma fotografia numa casa de cartão. Esta é mais uma forma de apresentar o habitual quadro ou mapa das presenças.

Espero que vos seja útil. Este Painel pode ser usado tanto na Creche como no Jardim de Infância desde que as crianças entendam o significado do mesmo.

Os Aniversários no Jardim de Infância

Ago 28, 2009 Autora: Raquel Martins | Colocado em: A nossa sala, Instrumentos de Trabalho

Está à procura de ideias diferentes para decorar a sua salinha? Com este coelhinho simpático, cheio de balões ninguém se vai esquecer do Aniversário dos amiguinhos.

Cada balão é um mês do ano. Os balões têm lã para que o coelhinho não deixe fugir nenhum mês.

Eu coloco sempre o meu Aniversário e o da minha Técnica Auxiliar, pois também fazemos parte da sala mas sei que há muitos Educadores que não o fazem, a escolha é sua.

O Cantinho da Leitura no Jardim de Infância

Ago 27, 2009 Autora: Raquel Martins | Colocado em: A nossa sala, Instrumentos de Trabalho

Este é um exemplo de um Cantinho da Leitura no Jardim de Infância, é simples criar um ambiente acolhedore estimulante para a Leitura e ao contrário do que se pensa não é necessário tanto dinheiro.

Se lhe for pedido que escolha os livros para a sua Biblioteca ou para o seu Cantinho da Leitura, escolha Literatura Infantil, escolha o melhor.

Use a vela para contar histórias e arranje forma de haver menos luz que o habitual.

Este é apenas um exemplo, se gostar de partilhar, partilhe connosco o seu Cantinho da Leitura, deste ano lectivo ou de um ano lectivo anterior mas que gostou muito de fazer e ficou muito engraçado, partilhe através do nosso e-mail estrelinhas@educacaodeinfancia.com ou do Fórum de Educação de Infância.

O Movimento da Escola Moderna

Ago 26, 2009 Autora: Raquel Martins | Colocado em: Instrumentos de Trabalho, Metodologias

Movimento da Escola Moderna

O movimento da escola moderna é um modelo pedagógico que assenta numa prática democrática da gestão das actividades, dos materiais, do tempo e do espaço e pretende, através da acção dos educadores que dele fazem parte, proporcionar uma vivência democrática e um desenvolvimento pessoal e social das crianças, garantindo a sua participação na gestão da vida da sala e da escola. Esta gestão é apoiada por instrumentos de pilotagem, registo e avaliação, tais como: mapa de presenças, mapa de actividades, mapa de tarefas, comunicações, plano semanal, lista de projectos e o diário de parede. Este último é um instrumento mediador e operador da regulação social do grupo e interactiva que uma educação cooperada ou democrática pressupõe. No diário escrevem-se as ocorrências negativas e positivas do grupo, o não gostei e o que gostei, que queremos fazer e o que fizemos. No final da semana o diário é lido, conversado e reflectido em grupo e a partir daqui constroem-se por exemplo as regras de convivência. No dia-a-dia da sala, temos momentos de reunião, adultos e crianças, à volta da mesa em que planeamos o trabalho a ser realizado, em que partilhamos saberes, em que avaliamos trabalhos, tarefas e atitudes, em que comunicamos descobertas e aprendizagens.

O espaço educativo está organizado por zonas de trabalho de modo a permitir que as crianças realizem actividades previamente escolhidas e por uma área polivalente para trabalho colectivo. A escolha e realização das actividades pressupõe um compromisso e uma responsabilização por parte delas. Os materiais encontram-se ao alcance e à sua disposição para que elas possam estar nas zonas de trabalho sozinhas, em pares ou em pequeno grupo. Todo o espaço da sala é enriquecedor com as produções das crianças que retratam e dão sentido à vida do grupo, apoiam as aprendizagens, sugerem e provocam projectos. Um dos pontos importantes deste modelo pedagógico é que é uma aprendizagem curricular feita essencialmente através de Projectos. Estes projectos podem ser de produção: “queremos fazer”, de pesquisa: “queremos saber” ou de intervenção:”queremos mudar”. O ponto de partida de um projecto deverá ser os interesses das crianças e as interrogações por elas levantadas. Deste modo pretende-se que as aprendizagens conseguidas sejam significativas e pertinentes. Estas aprendizagens realizam-se duas a duas ou em pequenos grupos. Assim, adquirem hábitos de questionamento e intervenção de uma forma activa, problematizando a realidade: “porque não podemos gastar muita água” , “como é que a água chega às nossas casas?”.

Do desenvolvimento do projecto faz parte a consulta de livros e outras fontes de pesquisa, execução das actividades, conversa e reflexão entre os membros do grupo de trabalho. A família tem um papel importante na concepção de um projecto, pois é com certeza um dos recursos de informação.
Um dos princípios estratégicos da intervenção educativa do MEM é a partilha de saberes e de produções culturais das crianças através de “Comunicações” como uma validação social do trabalho de produção e de aprendizagem. Isto quer dizer que sempre que um projecto termina existe um momento de comunicação ao grande grupo, e de seguida, um momento de reflexão de grande grupo sobre “o que é que nós aprendemos com este projecto”.

As comunicações permitem que a criança organize mentalmente as suas aprendizagens, de forma a preparar o seu discurso oral para comunicar.

A Educação de Infância não apoia nem critíca, qualquer Método ou Metodologia, apenas limita-se a informar todos os Educadores da existência dos mesmos e de algumas linhas orientadoras.

Decoração das Portas da Sala

Ago 25, 2009 Autora: Raquel Martins | Colocado em: A nossa sala

Hoje partilho decorações diferentes para colocarem na porta da sala. Inspirem-se e criem as vossas próprias decorações se possível com a ajuda das vossas crianças.

Usem diferentes materiais com cores apelativas e texturas diferentes.

Podem escrever nas placas de porta o nome da sala ou da valência.


Archives


Links


Meta

Advertising


Comentários Recentes