Educação de Infancia

Agosto, 2009


As crianças e a ansiedade

Ago 2, 2009 Autora: Raquel Martins | Colocado em: Psicologia Infantil, Saúde Infantil

Hoje em dia verifica-se um maior distanciamento entre pais e filhos. Os pais procuram garantir todas as necessidades da criança, esquecendo-se do mais importante que são os afectos.

As crianças desenvolvem alguns receios e medos de não serem compreendidos por parte dos adultos.

Numa fase da infância é normal as crianças terem medo:
da escuridão;
dos monstros;
de bruxas;
outras figuras de fantasia.

Nos casos em que perduram e interferem com o dia a dia da criança, é sinal que podem necessitar de ajuda.

Perturbação ansiosa sendo a mais comum a Ansiedade de Separação;
Os medos infantis apresentam-se sob a forma de :
Ansiedade excessiva: choro, acessos de raiva, apatia ou recusa social depois de ter ficado afastada dos pais, pode levar ao pânico, (ex: separação dos pais, doença ou morte de alguém querido).

A Ansiedade na criança

Ago 1, 2009 Autora: Raquel Martins | Colocado em: Psicologia Infantil, Saúde Infantil

O que é a ansiedade?

A Ansiedade é um estado afectivo ou emocional, como o medo, o amor, o ódio, a alegria, a raiva , a vergonha e a culpa.

É uma emoção que sentimos perante determinadas situações ou pensamentos.

É considerado um sentimento humano normal, já que todos nós nos deparamos com ela em determinadas situações que nos parecem ser ameaçadoras ou difíceis, sendo natural ficarmos nervosos, tensos e/ou agitados.

Em determinados acontecimentos pessoais ou sociais em que somos submetidos a uma avaliação, é comum que fiquemos ansiosos perante (por exemplo: um exame, uma entrevista profissional, um primeiro encontro), porque isso permite-nos activar alguns recursos que nos ajudam a enfrentar essa situação.

A Ansiedade passa a ser problemática e motivo de preocupação, quando os sintomas são em excesso ou se mantêm durante longos períodos de tempo e, também quando se manifesta em situações em que a ameaça é apenas imaginária.

Nestes casos, estes sentimentos poderão trazer consequências negativas para o bem estar do individuo incapacitando-o de levar uma vida normal.

O sentimento de ansiedade nada mais é que uma resposta do sujeito à percepção de uma ameaça de perigo iminente.

Neste sentido o sentimento de ansiedade é acompanhado de sensações físicas relacionadas a órgãos específicos do corpo, os mais frequentes são os ligados ao sistema respiratório e cardíaco, preparando o organismo para a probabilidade de tomar atitudes drásticas como por exemplo a necessidade fugir.

Por vezes a ansiedade é confundida com o medo, mas enquanto que o medo é uma resposta que o organismo dá a uma situação de perigo real, actual e imediato, a ansiedade é a resposta a uma ameaça que pode ser desconhecida e indefinida, pode ter origem em conflitos internos, sentimentos e pensamentos que se tem e que são disfuncionais.


Archives


Links


Meta

Advertising


Comentários Recentes