Educação de Infancia

Estimulação à leitura e à escrita


Livros:

Allia Zobel-Nolan “O que gosto mais em mim” da Porto Editora

Ann Meek e Sarah Massini “Sou especial porque sou eu!“da Gailivro

Bárbara Seuling “Eu não sou diferente” da Desabrochar

Cármen Gil “Porque somos de cores diferentes?” da Editora Campo das Letras

Carmo Teixeira Turquim “Tenho um irmão diferente” das Edições Neptuno

Christine Adams e Robert J. Butch “Feliz por ser quem sou!” das Edições Paulinas

“Dicionário por imagens das crianças do mundo”da Centralivros, Lda.

Emma Brownjohn “Os nossos corpos são todos diferentes” da Editorial Presença

Emma Damon “Somos todos diferentes” da Editorial Presença

Guia do Pequeno Cidadão “Viver em sociedade – As diferenças” Gailivro

Gill Pittar “Todos os pais são diferentes“da Everest Editora

Marisa Lopez Soria “As cores de Mateus” da Everest Editora

Paco Capdevila “Nino, Nina e Guau – Outras crianças do Mundo” da Marina Editores

Paco Abril “Cores que se amam” da Everest Editora

Paul Nielson “Matias e Amadou” história em formato pdf.

Pilar Ramos e Horácio Elena “Os meus amigos” da Marina Editores

Ted e Jenny O’Neal “Respeitar: ousar ser justo e partilhar!” das Edições Paulinas

Todd Parr “Não faz mal ser diferente” da Gailivro

Todd Parr “O livro da família” da Gailivro

Todd Parr “O livro da paz” da Gailivro

Poesia:

Poesia “Homem de cor” de Ary Campos Jr.

Material manipulável:

Bonecos étnicos (europeu, africano e asiático);

Fantoches (família multicultural);

Jogo “As crianças têm amigos em todo o mundo” da Areal Editores;

Jogo Mikado;

Jogo “Obrigado Kiko” da Areal Editores;

Puzzle “A rapariga” da Areal Editores;

Puzzle “Círculo ecuménico” da Areal Editores;

Puzzle “Crianças do mundo” da Areal Editores;

Puzzle “O rapaz” da Areal Editores;

Pauzinhos chineses;

Imagens:

Imagens de pessoas de diferentes características;

Imagens de pessoas de diferentes locais do mundo.

Material decorativo para a sala de actividades:

Frisos de crianças do mundo com números e com letras (abecedário);

Almofadas com imagens de bonecos diferentes;

Mapa-mundo com as diversas raças humanas através de imagens de crianças;

Mobile sobre a diversidade (humana, vegetal e animal).

Uma partilha da colega Maria Sousa. Muito obrigada Maria.

Terminaram as aulas

A mochila vai ser guardada

e com ela os cadernos

cá fora ficam os lápis

que às vezes ficam despertos.

O relógio despertador,

também poderá brincar

com o seu amigo de areia

e claro, vão passear!

Apara-lápis e tesouras,

nunca querem descansar!

E nestas gostosas férias,

talvez queiram ir dançar.

Eu não sei com os meus pais

poderemos sair de casa

mas em família e com eles,

estar em casa até tem graça!

Patricia Mazzucci

Este poema foi partilhado pela Colega Sara Fernandes, muito obrigada Sara!

Há trabalhos e trabalhos

Neste dia do trabalho

de trabalhos se vai falar,

de manhã, à tarde ou à noite

vai a gente trabalhar.

Uns dentros das suas casas,

outros sempre a viajar,

uns fechados em escritórios

outros no campo ou no mar.

Há trabalhos diferentes,

importantes por igual.

Trabalhar é um direito

para todo o pessoal.

Todos no 1º de Maio,

que bom se fosse verdade,

porque o trabalho, às pessoas,

dá sentido e dignidade.

M. Zanetti

Poesia para o Dia da Mãe

Mai 2, 2009 Autora: Raquel Martins | Colocado em: Dia da Mãe, Estimulação à leitura e à escrita, Poesia

Dia da Mãe

A minha mãe é tão querida

E gosta tanto de mim

Neste dia que é seu

Dou-lhe beijinhos sem fim

Recebeste-me em teus braços

No dia em que cheguei

E hoje vou-te dizer

Que de ti logo gostei

Gosto das tuas festinhas

Dos teus mimos e beijinhos

Não há ninguém que nos faça

Como a mãe estes carinhos

A minha mãe é tão linda

Tão linda com uma flor

Pra ela muitos beijinhos

Com carinho e amor

Poema para o Dia da Mãe

Abr 23, 2009 Autora: Raquel Martins | Colocado em: Dia da Mãe, Estimulação à leitura e à escrita

A colega Joana Fonseca queria um poema para o Dia da Mãe e nós damos uma ajudinha:

Para a minha mãe

Eu queria uns sapatos

com asas nos saltos.

batia com eles no chão

Trás, trás…

Eu subia ao céu

por cima das nuvens,

por cima das terras,

por cima do mar…

Não para lá ficar

Mas para pedir ao céu,

que tem tantas,

a estrela mais linda

para dar à minha Mãe!

Campos de Oliveira

Além do poema para a mãe, deixo também uma sugestão de prenda para o Dia 3 de Maio de 2009, Dia da Mãe.

O Poema “À mesa”

Abr 14, 2009 Autora: Raquel Martins | Colocado em: Estimulação à leitura e à escrita, Poesia

À mesa


A mãe, se me vê
comer com a mão,
prega-lhe logo
uma lição.

Então tentei
comer com o pé:
Tirei sapato,
tirei a meia…
Ia levando uma tareia.

Mas amanhã
não ralham comigo
pois vou comer
pelo umbigo.

Luisa Ducla Soares, Poemas da Mentira e de Verdade

Um poema para lerem aos vossos meninos e posteriormente falarem sobre o comportamento correcto á mesa, de uma forma lúdica. Certamente eles não esqueceram.

Uma árvore é uma Amiga a valer:
dá-nos sombra
dá-nos frutos
a lenha para queimar,
o papel para os livros fazer
os cadernos para escrever e desenhar
o bom ar para respirar…

Hoje que é o seu Dia
vamos juntos festejar
respeitando a Natureza
e uma árvore plantar!

É importante respeitarmos a natureza e os nossos meninos têm que aprender a respeitá-la. Este é um poema para o Dia da Árvore, que podem colar num caderno de cartolinas com o formato de uma árvore e unido por argolas, (igual ao do exemplo) . Podem acrescentar outras actividades sobre árvores que façam em sala.


Archives


Links


Meta

Advertising


Comentários Recentes