Educação de Infancia

Poesia


Festa da Família no Jardim de Infância

Mai 15, 2009 Autora: Raquel Martins | Colocado em: Estimulação à leitura e à escrita, Poesia

Um poema para toda a família:

A família é o lugar
onde a tristeza não passa,
se cultiva a ternura
e o amor se dá de graça.
É um tempo e um lugar
que te ensina a partilhar
e a conjugar devagar
em liberdade ou com regras,
em silêncio ou bem alto
as formas do verbo amar!

Terminaram as aulas

A mochila vai ser guardada

e com ela os cadernos

cá fora ficam os lápis

que às vezes ficam despertos.

O relógio despertador,

também poderá brincar

com o seu amigo de areia

e claro, vão passear!

Apara-lápis e tesouras,

nunca querem descansar!

E nestas gostosas férias,

talvez queiram ir dançar.

Eu não sei com os meus pais

poderemos sair de casa

mas em família e com eles,

estar em casa até tem graça!

Patricia Mazzucci

Este poema foi partilhado pela Colega Sara Fernandes, muito obrigada Sara!

Há trabalhos e trabalhos

Neste dia do trabalho

de trabalhos se vai falar,

de manhã, à tarde ou à noite

vai a gente trabalhar.

Uns dentros das suas casas,

outros sempre a viajar,

uns fechados em escritórios

outros no campo ou no mar.

Há trabalhos diferentes,

importantes por igual.

Trabalhar é um direito

para todo o pessoal.

Todos no 1º de Maio,

que bom se fosse verdade,

porque o trabalho, às pessoas,

dá sentido e dignidade.

M. Zanetti

Poesia para o Dia da Mãe

Mai 2, 2009 Autora: Raquel Martins | Colocado em: Dia da Mãe, Estimulação à leitura e à escrita, Poesia

Dia da Mãe

A minha mãe é tão querida

E gosta tanto de mim

Neste dia que é seu

Dou-lhe beijinhos sem fim

Recebeste-me em teus braços

No dia em que cheguei

E hoje vou-te dizer

Que de ti logo gostei

Gosto das tuas festinhas

Dos teus mimos e beijinhos

Não há ninguém que nos faça

Como a mãe estes carinhos

A minha mãe é tão linda

Tão linda com uma flor

Pra ela muitos beijinhos

Com carinho e amor

Poema para a mãe

Mai 1, 2009 Autora: Raquel Martins | Colocado em: Dia da Mãe, Poesia

MÃE

Em cada abraço

Em cada beijo

Em cada carinho teu

Posso sentir toda a força

Do verdadeiro amor

Como posso sentir

O poder do teu carinho

Toda a vez que tu

Olhas para mim

Obrigada, Mãe!

Hoje a partilha é um poema para a mãe dos nossos meninos da Infantil.

O Poema “À mesa”

Abr 14, 2009 Autora: Raquel Martins | Colocado em: Estimulação à leitura e à escrita, Poesia

À mesa


A mãe, se me vê
comer com a mão,
prega-lhe logo
uma lição.

Então tentei
comer com o pé:
Tirei sapato,
tirei a meia…
Ia levando uma tareia.

Mas amanhã
não ralham comigo
pois vou comer
pelo umbigo.

Luisa Ducla Soares, Poemas da Mentira e de Verdade

Um poema para lerem aos vossos meninos e posteriormente falarem sobre o comportamento correcto á mesa, de uma forma lúdica. Certamente eles não esqueceram.

Olhinhos Felizes

Olhinhos da cor do céu.

Olhinhos de chocolate.

Olhinhos da cor do mel.

Olhinhos negro azeviche.

 

Não importa de que cor

São os teus olhos, menino.

O que importa é estarem cheios

de vida e de muito brilho.

 

Olhinhos de travessura,

de riso e de fantasia.

Não quero olhinhos chorosos,

são olhinhos de alegria.

 

Mónica Tirabasso

Um poema para o Dia Mundial da Criança, para os Finalistas ou para algum acontecimento especial


Archives


Links


Meta

Advertising


Comentários Recentes