A criada l de cima
feita de papelo,
Quando vai fazer a cama
Diz assim para o patro:
– sete e sete so catorze,
com mais sete so vinte e um,
tenho sete namorados
e no gosto de nenhum.

Cavalinho, cavalinho
Que baloia e nunca tomba,
Ao montar meu cavalinho
Vo mais do que uma pomba.
Cavalinho, cavalinho
De madeira mal pintada
Ao montar meu cavalinho
As nuvens so minha estrada.
Cavalinho, cavalinho
Que meu pai me ofereceu
Ao montar meu cavalinho
Toco as estrelas do cu.

Chorro morro, pica forro
Salta pulga da balana
D um pincho, pe-te em Frana.
Os cavalos a correr,
Os meninos a aprender.
Qual ser o mais bonito
Que se vai esconder?

Copo gargalhopo, gericopo, copo c.
Quem no disser trs vezes
Copo gargalhopo, gericopo, copo c
Desse copo gargalhopo, gericopo copo c…
No beber.

Fui caixa das bolachas
Tirei 1
Tirei 2
Tirei 3
Tirei 4
Tirei 5
Tirei 6,7,8,9,
Tirei 10
Para o guloso(a) que tu s!

A chover
A trovejar
E as bruxas
A danar

A chover
A fazer sol
As bruxas
A comer po mole.

Vem l o A
Menina gordinha
Redondinha
Ao p
Que vem o E
Que vivo que !
Depois o I
E ri
Com o seu chapelinho
No caminho
De pp, vem o O
E gira na m
Por fim vem o U
No seu comboio
A fazer U-u-u-u.

Bichinha gata
Que comeste tu?
Sopinhas de leite
Onde as guardaste?
Debaixo da arca
Com que as tapaste?
Com o rabo do gato
Sape, sape, sape!

Debaixo da pedra
Mora um bichinho
De corpo cinzento
Muito redondinho
Tem medo do sol
Tem medo de andar
Bichinho de conta
No sabe contar
Muito redondinho
Rebola, no cho
Rebola, na erva
E na minha mo.

Era uma vez
Um gato malts
Tocava piano
E falava francs
Queres que te conte outra vez?

Era uma vez
Um gato malts
Saltou-te s barbas
No sei que te fez
Queres que te conte outra vez?

Era uma vez
Um gato malts
Tocava piano
Falava frans
A dona da casa
Chamava-se Ins
O nmero da porta era o 33!
Queres que te conte outra vez?

Era uma vez
Uma galinha perchs
E um galo francs
Eram dois
Ficaram trs
Queres que te conte outra vez?