1.1 Quando Comer se Converte Num Problema

Tanto para as crianas como para os adultos, o acto de comer pode constituir, muitas vezes, um motivo importante de preocupao.

A conduta de comer o prottipo de um processo multivacional.

No caso da fome, as alteraes que se produzem no nosso corpo activam um certo tipo de sinais que pem em marcha os mecanismos reguladores existentes par produzirmos sensao de fome. Por exemplo, a concentrao de glucose (acar) no sangue um sinal qumico que pode desencadear o funcionamento dos referidos mecanismos reguladores.

1.2 A Criana e a Alimentao

A alimentao no bebe no constitui apenas um processo biolgico necessrio sobrevivncia.

E precisamente no processo de alimentao que se estabelece as primeiras comunicaes entre me e filho que acaba de nascer.

Na criana pode surgir na infncia diversas alteraes de alimentao, uma delas a anorexia do segundo trimestre pica. Consiste no facto de a criana comer de forma persistente substncias no nutritivas, como, por exemplo, tinta, gesso, cordas, cabelo ou roupa. Normalmente surge por volta dos 12 e os 14 meses.

1.3 Como saber se uma criana demasiado gorda

Para saber se uma criana demasiado gorda necessrio que seja pesada e medida regularmente, para que possam ser traadas as suas curvas de crescimento nos boletins prprios da criana.

1.4 Porque razo algumas crianas so mais gordas

Todos sabemos que algumas pessoas tm tendncia para engordar muito mais facilmente do que outras. No escolheram, tal como no escolheram a cor dos olhos ou dos cabelos. Entre estes caracteres existe um ponto em comum, a sua determinao gentica.

1.5 A Obesidade e o Excesso de peso

Excesso de peso definido como o peso corporal que excede o peso padro em relao idade e altura, sendo representado por um ndice de massa corporal( IMC) acima do percentil 85. J a Obesidade representada por um IMC acima do percentil 95.

1.6 Obesidade Infantil

A Obesidade um importante problema de sade da actualidade que atinge indivduos de todas as classes sociais, variadas faixas etrias e diversos pases.
Na infncia a Obesidade resulta do modo como os adultos alimentam e eduo as crianas.
A Obesidade quanto etologia, divide-se em simples ou secundria.

1.7 Origens e Causas da Obesidade Infantil

Existem origens em factores genticos e factores ambientais. Os factores ambientais dividem-se em: aspectos psicolgicos e aspectos Scio- econmicos e culturais. Estes dois factores ao actuarem vo fazer a regulao neuroendcrina, esta regulao estar em equilbrio quando a ingesto energtica ser gasta em gastos energticos, caso a ingesto for maior que o gasto, teremos um caso de obesidade.

1.8 A Criana Obesa e o Bullyng

As crianas obesas so alvo de agresses repetidas e intencionais por parte dos colegas, por ser uma criana diferente ao nvel do aspecto exterior. Sendo por isso alvos fceis de atacar e como tm muito peso lhes difcil defender fisicamente destas agresses.

1.9 Enquanto Profissionais de Educao o que fazer?

Falar do papel da televiso, e o nmero de horas gastos;
Falar nas prevenes a ter para combater o aumento da Obesidade;
Criar momentos de actividade fsica;
Criar um projecto Famlia/Escola para a preveno e manejo da Obesidade.