A comunicao no-verbal exerce fascnio sobre a humanidade desde seus primrdios, pois envolve todas as manifestaes de comportamento no expressas por palavras, como os gestos, expresses faciais, orientaes do corpo, as posturas, a relao de distncia entre os indivduos e, ainda, organizao dos objectos no espao.

Pode ser observada na pintura, literatura, escultura, entre outras formas de expresso humana. Est presente no nosso dia-a-dia mas, muitas vezes, no temos conscincia de sua ocorrncia e, nem mesmo, de como acontece.

A comunicao verbal exterioriza o ser social e a no-verbal o ser psicolgico, sendo sua principal funo a demonstrao dos sentimentos. Em geral, atribuda maior relevncia comunicao verbal expressa pela linguagem falada ou escrita; entretanto, o homo sapiens sempre se comunicou mesmo que atravs de grunhidos e gesticulaes.

A comunicao no-verbal, entendida como aces ou processos que tm significado para as pessoas, classificada por Knapp em: paralinguagem (modalidades da voz), proxmica (uso do espao pelo homem), tacsica (linguagem do toque), caractersticas fsicas (forma e aparncia do corpo), factores do meio ambiente (disposio dos objectos no espao) e cinsica (linguagem do corpo).

Considerando que a capacidade de ouvir e compreender o outro inclui no apenas a fala, mas tambm as expresses e manifestaes corporais como elementos fundamentais no processo de comunicao, a cinsica, ou seja, o estudo da linguagem corporal, assume um papel importante na descodificao das mensagens recebidas durante as interaces profissionais ou pessoais.