Educao de Infancia


Tenham um excelente incio de ano lectivo

Set 23, 2009 Autora: Raquel Martins | Colocado em: Pais

S para Pais (com filhos no jardim de Infncia)

1. “Proibido insultar o jardim-de-infncia chamando-lhe “escolinha”. Em primeiro lugar, porque uma escola. Em segundo, porque todas as escolas ganhavam se ligassem Brincar com aprender.

2. proibido que os pais imaginem que o jardim-de-infncia serve para aprender a ler e contar. Ele til para aprender a descobrir os sentimentos. Para aprender a imaginar e a fantasiar. Para aprender com o corpo, com a msica e com a pintura. E para brincar. Uma criana que no brinque deve preocupar mais os pais do que se ela fizer uma ou outra birra, pela manh ao chegar.

3. O jardim-de-infncia assusta as crianas sempre que os pais como quem sossega nelas os medos deles por mais um dia de jardim-de-infncia – lhes repetem: ” Hoje vai correr tudo bem!”

4. Os pais esto proibidos de despedir-se muitas vezes das crianas, ao chegarem todos os dias. E bom que se decidam: ou ficam contentes por elas correrem para os amigos ou ficam contentes por elas se agarrarem ao pescoo deles, com se estivessem prestes a ser abandonadas para sempre.

5. proibido que as crianas vo dia-sim dia-no ao jardim-de-infncia. E que vo, simplesmente, quando os seus caprichos infantis vo de frias. E que no vo ” s porque sim”. O jardim-de-infncia no um trabalho para os mais pequenos. uma bela oportunidade para os pais no se esquecerem que se pode amar o conhecimento, namorar com a vida, nunca ser feliz sozinho e brincar, ao mesmo tempo.

6. No jardim-de-infncia no obrigatrio comer at ltima colher; nem dormir todos os dias. E no nada mau que uma criana se baralhe e chame pai/me ao educador/a (ou vice-versa).

7. Os pais esto obrigados a estar a horas quando se trata duma criana regressar a casa. Prometer e faltar devia dar direito a que os pais fossem sujeitos classificados como tendo necessidades educativas especiais.

8. Os pais no podem exigir aos filhos relatrios de cada dia de jardim-de-infncia. Mas esto autorizados a ficar preocupados se as crianas forem ficando mais resmungonas, mais tristonhas ou, at, mais aflitas, sempre que regressam de l. E esto, ainda, autorizados a proibir que o jardim-de-infncia s se abra para eles durante as festas.

9. O jardim-de-infncia uma escola de pais. E um lugar onde os educadores so educados pelas crianas. Um lugar onde todos se educam uns aos outros no uma escola como as outras. um jardim-de-infncia.

10. Um dia, num mundo mais amigo das crianas, todas as escolas sero jardins-de-infncia!”

Eduardo S

dia das bruxas

Os 10 Passos para organizar a 1 Reunio de Pais

Set 11, 2009 Autora: Raquel Martins | Colocado em: Adaptao, Instrumentos de Trabalho

1 – Definir a agenda da reunio e os assuntos a desenvolver.

2 – Enviar o convite/convocatria aos pais.

3 – Preparar cuidadosamente o local do encontro de forma a que seja agradvel, organizado, acolhedor.

4 – Acolher individualmente e em grupo os encarregados de educao.

5 – Apresentar as educadoras, auxiliares de aco educativa, educadores de apoio e todos os adultos que vo fazer parte do dia-a-dia das crianas.

6 – Desenvolver as temticas previstas de uma forma clara, simples e confiante.

7 – Garantir a participao activa dos pais na reunio, reservando um tempo para colocarem questes e propostas. Dar respostas a todas as suas dvidas e anseios.

8 – Enfatizar a importncia da presena e envolvimento dos pais na escola e de se estabelecer uma relao de confiana mutua.

9 – Visitar a Escola.

10 – Preencher documentao e tempo de conversa individual.

menina msica

A Infncia do seu filho um tempo nico

Mar 31, 2009 Autora: Raquel Martins | Colocado em: Pais

Dem-lhe a oportunidade de correr, tocar, ver, explorar, provar, ouvir e, sobretudo, aprender.

Confiem nos Educadores e Professores. Falem com eles sobre as vossas dvidas, mas deixem o seu filho viver intensamente esta etapa to importante.

Compartilhem alegrias. Dem-lhe segurana.

Queremos colaborar no sentido de que o seu filho possa:

  • Desenvolver a inteligncia atras do jogo.
  • Intensificar a capacidade de se delumbrar.
  • Aumentar o seu interesse por explorar, descobrir, conhecer, experimentar, resolver.
  • Ser independente, estar seguro de si mesmo, ser capaz de conviver com outras pessoas m harmonia.
  • Amadurecer emocionalmente e aprender a aceitar que os outros, tal como ele, tambm tm direitos e deveres.

Tudo isto, sempre mediante actividades, msica e jogos, com afecto, pacincia e compreenso.

Ajudem-no a descobrir que no desaparecem para sempre.

Mostrem-se tranquilos.

No se sintam culpados:

se vocs aceitarem a separao, ele tambm o far.

So apenas umas horas e vocs sero sempre a pessoa mais importante.

Escutem-no atentamente quando lhe fala.

E no desanimem.

Permitam que o seu filho cresa e aproveitem para crescer com ele.

Ns, tal como vocs, queremos o melhor para ele.

Este site no apenas para os Educadores de Infncia nem para as crianas tambm para os Pais e para as Mes. E hoje a mensagem para eles.

Reunio de Pais
(Convite)


Mam e Pap
prestem ateno
estou a convidar-vos
para uma Reunio.

na minha escola,
se vocs forem, tero
uma surpresa que eu fiz
com muita dedicao!

Vejam a data e a hora
eu sei que no faltaro
um beijinho do filhote
e um grande xi-corao!

Este convite ser entregue aos pais, pelos prprios filhos, podr ser decorado por eles se achar conveniente.

Com a ajuda das crianas, faa bolinhos, uma laranjada e recebam os pais com todo o carinho

S a brincar

Dez 14, 2008 Autora: Raquel Martins | Colocado em: Berario, Creche, Pais

Quando me virem a montar blocos

A construir casas, prdios, cidades

No digam que estou s a brincar

Porque a brincar, estou a aprender

A aprender sobre o equilbrio e as formas

Um dia, posso vir a ser engenheiro ou arquitecto.

Quando me virem a fantasiar

A fazer comidinha, a cuidar das bonecas

No pensem que estou s a brincar

Porque a brincar, estou a aprender

A aprender a cuidar de mim e dos outros

Um dia, posso vir a ser me ou pai.

Quando me virem coberto de tinta

Ou a pintar, ou a esculpir e a moldar barro

No digam que estou s a brincar

Porque a brincar, estou a aprender

A aprender a expressar-me e a criar

Um dia, posso vir a ser artista ou inventor.

Quando me virem sentado

A ler para uma plateia imaginria

No riam e achem que estou s a brincar

Porque a brincar, estou a aprender

A aprender a comunicar e a interpretar

Um dia, posso vir a ser professor ou actor.

Quando me virem procura de insectos no mato

Ou a encher os meus bolsos com bugigangas

No achem que estou s a brincar

Porque a brincar, estou a aprender

A aprender a prestar ateno e a explorar

Um dia, posso vir a ser cientista.

Quando me virem mergulhado num puzzle

Ou nalgum jogo da escola

No pensem que perco tempo a brincar

Porque a brincar, estou a aprender

A aprender a resolver problemas e a concentrar-me

Um dia posso vir a ser empresrio.

Quando me virem a cozinhar e a provar comida

No achem, porque estou a gostar, que estou s a brincar

Porque a brincar, estou a aprender

A aprender a seguir as instrues e a descobrir as diferenas

Um dia, posso vir a ser Chefe.

Quando me virem a pular, a saltar a correr e a movimentar-me

No digam que estou s a brincar

Porque a brincar, estou a aprender

A aprender como funciona o meu corpo

Um dia posso vir a ser mdico, enfermeiro ou atleta.

Quando me perguntarem o que fiz hoje na escola

E eu disser que brinquei

No me entendam mal

Porque a brincar, estou a aprender

A aprender a trabalhar com prazer e eficincia

Estou a preparar-me para o futuro

Hoje, sou criana e o meu trabalho brincar.

(Poema de origem desconhecida)

Podem imprimir numa folhinha de cor e dar aos pais, eles vo adorar! Eu dei na minha Reunio de Pais, com a devida ilustrao feita pelos filhos e os pais gostaram muito.


Archives


Links


Meta

Advertising


Comentários Recentes