Educação de Infancia

Estimulação à leitura e à escrita


Chuva, porque cais?
Vento, aonde vais?
Pingue…Pingue…Pingue…
Vu…Vu…Vu…

Chuva, porque cais?
Vento, aonde vais?
Pingue…Pingue…Pingue…
Vu…Vu…Vu…

Ó vento que vais,
Vai devagarinho.
Ó chuva que cais,
Mas cai de mansinho.
Pingue…Pingue…
Vu…Vu…

Muito de mansinho
Em meu coração.
Já não tenho lenha,
Nem tenho carvão…
Pingue…Pingue…
Vu…Vu…

Que canto tão frio
Que canto tão terno,
O canto da água,
O canto do Inverno…
Pingue…

Que triste lamento,
Embora tão terno,
O canto do vento,
O canto do Inverno…
Vu…

E os pássaros cantam
E as nuvens levantam!

Matilde Rosa Araújo, O Livro da Tila

As minhas crianças ouvem frequentemente boa Literatura, os da Matilde não são excepção. Após a morte da grande Capuchinho Cinzento, não deve ficar esquecida.

Procurem ler livros de qualidade às vossas crianças, os de Matilde são sem dúvida a melhor escolha, além de serem bons para serem ouvidos, são fantásticos para serem dinamizados.

Um fantocheiro reciclado

Abr 8, 2010 Autora: Raquel Martins | Colocado em: Estimulação à leitura e à escrita, Expressão plástica

Com restos de cartolinas e rolos de papel higiénicos podemos fazer este lindo fantocheiro em forma de castelo. Uma partilha da colega Fernanda Pedroso.

Multiculturalidade

Abr 6, 2010 Autora: Raquel Martins | Colocado em: Estimulação à leitura e à escrita

Conheço crianças

de pele branquinha

os olhos azuis

cabelos loirinhos

mas existem outras

mas existem outras

mas existem outras

que são diferentes

conheço crianças

de pele escurinha

os olhos castanhos

e caracolinhos

mas existem outras

mas existem outras

mas existem outras

que são diferentes

Conheço crianças

de pele amarela

os olhos rasgados

cabelos sedosos

mas existem outras

mas existem outras

mas existem outras

que são diferentes

Conheço crianças

de pele vermelha

os olhos de amêndoa

cabelo entrançado

mas existem outras

mas existem outras

mas existem outras

que são diferentes

É a mesma coisa

é a mesma coisa

são todas iguais

são todas iguais.

Uma partilha da colega Luísa Vieira.

Se não tem espaço para ter uma caixa de areia gigante, esta caixinha pequenina também serve para fazer desenhos, desenhar algarismos e letras. As crianças adoram!

Quer muito ter uma Biblioteca na sua Sala mas não tem espaço e a escola não tem dinheiro? Arranje um cantinho, coloque um tapete com um tamanho razoável. Arranje tecidos e faça como a imagem, bolsinhas para colocar os livros ou caixas de cartão decoradas e coloque no chão com os livros dentro. E encha de almofadas…vai ver que rapidamente se tornará um cantinho da leitura muito apetecível.

Num país distante viviam três homens sábios que estudavam as estrelas e o céu. Um dia viram uma nova estrela muito mais brilhante que as restantes, e souberam que algo especial tinha acontecido.
Perceberam que nascera um novo rei e foram até ele.

Os três reis magos, Gaspar, Melchior e Baltazar, levavam presentes, e seguiam a estrela que os guiava até que chegaram à cidade de Jerusalém. Aí perguntaram pelo Rei dos Judeus, pois tinham visto a estrela no céu.
Quando o rei Herodes soube que estrangeiros procuravam a criança, ficou zangado e com medo. Os romanos tinham-no feito rei a ele, e agora diziam-lhe que outro rei, mais poderoso, tinha nascido?

Então, Herodes reuniu-se com os três reis magos e pediu-lhe para lhe dizerem quando encontrassem essa criança, para ele também a ir adorar.

Os reis magos concordaram e partiram, seguindo de novo a estrela, até que ela parou e eles souberam que o Rei estava ali.

Ao verem Jesus, ajoelharam e ofereceram-lhe o que tinham trazido: ouro, incenso e mirra. A seguir partiram.
À noite, quando pararam para dormir, os três reis magos tiveram um sonho. Apareceu-lhe um anjo que os avisou que o rei Herodes planeava matar Jesus.
De manhã, carregaram os camelos e já não foram até Jerusalém: regressaram à sua terra por outro caminho.

José também teve um sonho. Um anjo disse-lhe que Jesus corria perigo e que ele devia levar Maria e a criança para o Egipto, onde estariam em segurança. José acordou Maria, prepararam tudo e partiram ainda de noite.

Quando Herodes soube que fora enganado pelos reis magos, ficou furioso. Tinha medo que este novo rei lhe tomasse o trono. Então, ordenou aos soldados para irem a Belém e matarem todos os meninos com menos de dois anos. Eles assim fizeram.

As pessoas não gostavam de Herodes, e ficaram a odiá-lo ainda mais.

Maria e José chegaram bem ao Egipto, onde viveram sem problemas.Então, tempos depois, José teve outro sonho: um anjo disse-lhe que Herodes morrera e que agora era altura de regressar com a família a Nazaré à sua casa.

Depois da longa viagem de regresso, eles chegaram enfim ao seu lar.

Uma adivinha para ti

Dez 12, 2009 Autora: Raquel Martins | Colocado em: Estimulação à leitura e à escrita

adivinhas

Somos duas irmãs gémeas,

despidas mas enfeitadas,

nunca nos podemos ver

e nunca andamos zangadas.

(orelhas com brincos)


Archives


Links


Meta

Advertising


Comentários Recentes