Educao de Infancia

Março, 2009


A Primavera est a chegar ao Jardim de Infncia e tambm Creche e a Educao de Infncia no pode ignorar isso.

Sabemos que uma Estao do Ano que as crianas adoram, cheia de flores e passarinhos, por isso, deixamos algumas actividades interessantes para fazerem na vossa sala, bem como imagens da Primavera que possam ser teis ao vosso trabalho enquando Educadores.

Sejam Educadoras e Educadores criativos e faam com que as vossas crianas tambm o sejam.

  • Comentários fechados em Actividades de Primavera no Jardim de Infncia
  • Clarinha vai para a escola

    Mar 16, 2009 Autora: Raquel Martins | Colocado em: Estimulao leitura e escrita, Histrias Infantis

    entrada da porta de casa, a me de Clarinha chama-a:

    Clarinha, j ests pronta? So horas de ir para a escola!

    Clarinha apareceu e responde:

    J, mam!

    A me, ao pr-lhe a mochila nas costas vai recomendando:

    Tem cuidado ao atravessar a estrada. Respeita os sinais e atravessa sempre na passadeira.

    Sim, mam. Beijinho!

    Depois de se despedirem, Clarinha segue para a escola.

    No caminho encontra alguns amiguinhos.

    Amiguinhos:

    Bom dia!
    Um dos meninos:

    Vamos para a escola. J est a ficar tarde.

    Pois , vamos!

    Um dos meninos:
    Vamos j por aqui, mais perto.

    Clarinha:
    No, No! Temos que atravessar na passadeira.

    Um dos meninos:

    Mas agora no vem nenhum carro?!

    Nisto pe o p na estrada mas, de repente, passa um carro. O menino tropea e apanha um grande susto.

    Um polcia que estava a observar disse:
    Tu viste bem o que fizeste? Podias ter sido atropelado As estradas so um lugar de perigo, no so para brincar.

    Clarinha, muito segura de si, intervm:

    Ns devemos sempre respeitar os sinais, no ?

    Polcia:

    Muito bem, Clarinha! Ora venham comigo.

    Polcia e meninos dirigem-se para junto da passadeira.

    Para atravessar uma estrada devemos parar, olhar com ateno para a esquerda, depois para a direita e se no vier nenhum carro atravessar sem correr, sempre na passadeira.

    Sinais luminosos: Estamos aqui! Estamos aqui!

    Pois esto. Este menino que no prestou ateno.

    Para que servem estes sinais?
    Para atravessar, quando o sinal para pees ficar verde!

    Polcia: Muito bem! Afinal vocs sabem.

    Estou muito contente com estes meninos!

    Todos juntos e com ar feliz atravessam na passadeira quando o sinal para pees fica verde e terminam dizendo:

    Os sinais so nossos amigos!

    Ajudam-nos a viver em segurana!

    Preveno Rodoviria Portuguesa

    Como falar de Sentimentos na Educao de Infncia? facil! Eles sabem muito mais de sentimentos que ns.

    Hoje partilho convosco um Jogo com imagens de Expresses faciais que exprimem sentimentos, depois digam-me se eles acertaram em todos os sentimentos. Mesmo que no respondam o nome de um sentimento “amor”, deixe-nos exprimir livremente.

    Os afectosso a melhor ferramenta que lhe podemos dar.

    A Histria do Joo

    Mar 14, 2009 Autora: Raquel Martins | Colocado em: Conhecimento do Mundo, Estimulao leitura e escrita

    Histria do Joo

    Era uma vez um menino chamado Joo
    que morava em Portimo
    numa linda casinha
    e tinha um co

    A me recomendava-lhe
    quando andas na rua
    presta sempre muita ateno
    no s aos carros, mas tambm sinalizao

    Certa manh quando ia comprar o po
    no prestou ateno,
    passou fora da passadeira
    e ia sendo atropelado por um camio.

    Tal no foi a confuso
    os apitos dos carros
    a travagem do camio
    e o susto do Joo

    Desta vez teve sorte
    mas nem sempre foi assim…

    Uma vez aconteceu passar na passadeira
    mas sinalizao
    no prestou ateno

    O sinal vermelho, estava para peo
    mas o Joo como ia a correr com o seu co
    no prestou ateno,
    veio de l um camio
    que atropelou o Joo.

    Foi levado para o hospital,
    Levou uma injeco
    Pois na sua perna
    Tinha um enorme arranho.

    Mas o Joo aprendeu a lio
    nunca correr atrs do seu co.
    atravessar sempre na passadeira
    quando o verde est para peo.

    mas outra situao
    ainda aconteceu ao Joo
    quando fora do passeio
    fazia a sua circulao

    E qual no foi a sua aflio
    ao ver que vinha um carro
    mesmo na sua direco

    Depressa o Joo
    aprendeu que a sua circulao
    s se pode fazer no passeio
    e tem que ter muita ateno.

    Se no queres passar pelos sustos do Joo
    escuta bem esta recomendao:
    - circula no passeio
    - atravessa na passadeira
    - e presta ateno.

    Ao explorar esta histria com as crianas, o Educador de infncia est a contribuir para o desenvolvimento dos seguintes subtemas de Educao Rodoviria para a Educao Pr-Escolar:

    Utilizao do passeio como espao prprio para circulao de pees
    Locais mais seguros e sinais para pees para atravessamento
    Atravessamento seguro da faixa de rodagem
    Comportamentos adequados e inadequados dos utentes

    Prevenso Rodoviria Portuguesa

    As Prendas do Dia do Pai no Jardim de Infncia

    Mar 13, 2009 Autora: Raquel Martins | Colocado em: Dia do Pai, Expresso plstica

    Aqui fica uma partilha maravilhosa da colega Saricot. So Bonecos em Feltro decorados pelas crianas.

    Um suporte para gravatas, decorado pelas crianas para darem ao pai.

    Um tapa sol para o pai colocar no carro, tambm uma ptima ideia!

    Contem-nos o que as vossas crianas vo fazer, queremos saber!

    Os Blocos Lgicos no Jardim de Infncia

    Mar 12, 2009 Autora: Raquel Martins | Colocado em: Iniciao matemtica

    Os Blocos Lgicos so compostos 48 peas com quatro formas geomtricas (quadrado, rectngulo, crculo e tringulo) em trs cores (amarelo, azul e vermelho), duas espessuras e dois tamanhos. Geralmente feito de madeira, mas pode ser confeccionado at mesmo com papel.

    A primeira explorao que a criana estabelece com os blocos lgicos , e deve ser ldica. A explorao livre das cores, formas, tamanho e espessuras das peas essencial para que a criana conhea o jogo e essas experincias sero preciosas para jogos mais complexos.

    Algumas crianas desenvolvem jogos com os blocos sozinha, classificando, organizando, escondendo; mas cabe ao adulto intervir nesse trabalho intelectual criando situaes problema que as crianas normalmente no enfrentariam sem interferncia. A criana deve tentar resolver as situaes se utilizando da autonomia, e demonstrando assim sua independncia intelectual perante os adultos.

    O uso de cartes para instruir os jogos concretiza e sintetiza ordens verbais, muitas vezes mal comunicadas pelo adulto ou mal interpretadas pelas crianas.

    A explicao oral, coletiva ou individual da descoberta, da soluo ou mesmo do erro vem contribuir com o desenvolvimento da argumentao verbal, ferramenta importante na construo da escrita.

    O trabalho com blocos tem como fim a matemtica reflexiva e no abstracta. O jogo com blocos, objectos reais, traz experincias que sero base intelectual para conceitos posteriores; nele o pensamento das crianas continua ligado s suas actividades concretas, as quais obedecem regras pr estabelecidas, que so as instrues do jogo.

    O uso destas peas importante em diversos tipos de jogos. Citaremos agora algumas actividades:

    O professor pode construir uma sequncia e cada criana coloca uma pea que seja coerente a ela.

    Dependendo da faixa etria com a qual se est lidando isso pode ser colocado de forma ldica: “Vamos brincar de fazer uma cobra maluca?! Hoje vamos usar s as peas amarelas.”; o professor pode aumentar a dificuldade estabelecendo dois ou mais critrios simultaneamente.

    A professora pode esconder uma pea e pedir que as crianas descubram qual . Para facilitar pode-se separar um grupo de peas.

    A partir de cartelas que representam as caractersticas das peas ( tamanho, espessura, forma e cor) possvel construir outros jogos.

    A professora pode mostrar os cartes e as crianas seguem a ordem expressa, ou as crianas colocam o carto para representar a descoberta da sequncia.

    Prenda para o Dia do Pai

    Mar 11, 2009 Autora: Raquel Martins | Colocado em: Dia do Pai, Expresso plstica

    A colega Mariana Dias pediu para partilhar a dobragem de um postal para o Dia do Pai, uma camisa com gravata. Aqui fica…

    Mas eu sei que vocs tambm querem outras ideias, no colegas?

    Aqui ficam…

    Esta foi uma partilha do primeiro colega do sexo masculino, Nuno Fernandes. Obrigada pela partilha e parabns pela iniciativa.

    Todas as vossas sugestes so bem-vindas. Tenham um ptimo Dia do Pai.


    Archives


    Links


    Meta

    Advertising


    Comentários Recentes